Inaugurada rede de água para localidades do interior de Formigueiro

Sem dúvidas, a água é uma das substâncias mais importantes para a sobrevivência humana. E agora, mais três localidades do interior de Formigueiro terão acesso a esse bem, de forma potável. Isto porque na última sexta-feira, 24, foi inaugurado o sistema de abastecimento de água para a Colônia Antão Farias, Passo dos Maia e Passo dos Brum.

Com a rede entregue para a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), cerca de 72 famílias terão água tratada para consumo e higiene em suas torneiras. A obra teve início no ano de 2013, através do contrato 55/2013, com investimento total de R$ 404.142,09 (quatrocentos e quatro mil, cento e quarenta e dois reais e nove centavos), oriundo de contrato com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

A nova rede rede possuí 6292 metros de extensão. “Ela foi toda cadastrada e georreferenciada, tem uma planta conforme executada. A estrutura do reservatório é de concreto, com seis metros e meio de altura. O reservatório em aço inox, de 50 mil litros… [Até certo ponto] vai por gravidade, e após, tem duas bombas subterrâneas, se uma der problema, tem a outra. Além disso, tem um sistema via rádio, uma antena junto a essas bombas e uma no reservatório. No momento que baixar o nível ela manda um sinal para as bombas ligarem. Quando encher ela manda um sinal para desligar. Então é um sistema totalmente automático”, explicou seu Urbano, como é popularmente conhecido, proprietário da Água e Solo Soluções em Saneamento, empresa responsável pela execução da obra.

A comunidade quilombola de Formigueiro ainda poderá contar com benefícios na tarifa. A extensionista municipal da Emater, Neusa Maria Pires Lorentz, relatou o processo a ser realizado. “Foi encaminhado pela prefeitura e aprovado na câmara de vereadores, a questão da tarifa social. As famílias, no momento que pedirem a ligação de água, devem ir na Assistência Social para que tenham a tarifa social. Após, tem que levar o documento na Corsan, porque vai precisar comprovar que são famílias quilombolas e que moram dentro deste território onde as pessoas vão ter essa tarifa social… Isso é um direito de todos vocês, é uma politica publica que todos vocês vão poder estar acessando no momento que forem pedir a ligação de água”, esclarece.

Durante a inauguração, o prefeito Jocelvio Cardoso (Xirú) comentou que “inicialmente a prefeitura se habilitou em R$ 500 mil para fazer a obra, mas gastou aproximadamente R$ 405 mil. Vai sobrar em torno de R$ 95 mil do recurso que veio, e esse valor está lá no cofre da prefeitura. A gente vai provocar a Fusana sobre se eles concordam em reutilizar esse recurso para ampliar a rede… Se eles concordarem, a gente faz o projeto e amplia”, disse.

“Hoje, oficialmente, o município e a empresa entregam essa rede para a Corsan. Nós estamos com ela cheia, com os depósitos cheios. Esse é o resultado do trabalho que vem sendo feito ao longo do tempo… Antes tinha um problema que durante o dia não conseguia encher. Eles acabaram posando aqui e descobriram que só o reservatório só vai encher à noite. Então readaptaram todos esses mecanismos automáticos para que enchesse somente durante a noite”, acrescenta Xirú.

Além disso, o prefeito relatou questões relacionadas a barragem do município. “A gente tem muita preocupação na cidade porque nós também temos limitação de água, vocês sabem que as secas atingem todo mundo… Mas também já fizemos um trabalho de ampliação. Muita gente dizia ‘vamos construir outra barragem’. Eu e o Mauro [gerente da Corsan] fomos lá olhar e entendemos que tem uma possibilidade de ampliar, quase que duplicar, a capacidade de água da barragem, vamos partir para isso”, relata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COVID - 19
Advertisment ad adsense adlogger